Perfil de Três Reis | Dica de leitura

perfil tres reis

Fala Juventude querida, tudo bem?
Gostaria de recomendar um livro que me edificou muito: Perfil de Três Reis, de Gene Edwards. O livro foi publicado no Brasil pela editora Vida, e está na 2ª edição revista e na 11ª reimpressão. Pra quem quiser praticar o inglês, a versão original chama-se A Tale of Three Kings, publicada por Tyndale House Publishers, nos Estados Unidos. Independentemente de ser em português ou inglês, o livro é super interessante, e relativamente pequeno, com 94 páginas.

O próprio livro traz a seguinte descrição:
“Um clássico moderno sobre quebrantamento, obediência e autoridade.
Muitos cristãos experimentam dor, perda e angústias nas mãos de outros crentes. Outros carregam histórias terríveis e quase inacreditáveis de danos profundos em suas vidas. A história emocionante deste livro proporcionará conforto, cura e esperança aos que foram feridos diante de um tratamento injusto que sofreram em suas igrejas.
Perfil de Três Reis é um conto baseado nas figuras bíblicas de Davi, Saul e Absalão. Um livro transformador que vai inspirar os leitores a buscar a verdadeira paz em Jesus.”
A linguagem do livro é fluida e de fácil entendimento. O livro proporciona uma nova perspectiva à história dos Três Reis contada na Bíblia para aqueles que a conhecem bem, e é como um convite para aqueles que ainda não a conhecem com tanto detalhe a procurar as passagens bíblicas que deram origem ao conto.
Perfil de Três Reis nos chama a uma reflexão profunda acerca de lideranças espirituais e nosso relacionamento com autoridades estabelecidas pelo Senhor em nossas vidas. Também nos confronta em relação às nossas motivações e pensamentos sobre ego, poder e ganância.
É difícil explicar em palavras... fica aqui um gostinho do livro:

Capítulo 15
Que tipo de homem era Saul? Quem era esse que se tornou inimigo de Davi? Ungido de Deus. Libertador de Israel. E, contudo, mais lembrado pela sua maldade.
Esqueça as críticas que ouviu e leu acerca de Saul. Esqueça a sua reputação. Considere os fatos. Saul foi uma das maiores figuras na história da humanidade. Era um bom rapaz do campo, um típico moço do interior. Alto, de boa aparência e muito benquisto. Foi batizado no Espírito de Deus.
Procedia também de uma boa família; isto é, sua linhagem contava algumas das mais notáveis figuras da história da humanidade. Abraão, Israel, Moisés foram seus ancestrais. O leitor lembra-se da história desses homens? Abraão fundara uma nação. Moisés libertara esse mesmo povo da escravidão. Josué introduziu o povo na terra que Deus lhes havia prometido. Os juízes livraram o povo de tudo quanto poderia levá-lo a desintegrar-se e cair no completo caos. Foi então que surgiu Saul.
Foi Saul quem pegou esse povo e o consolidou num reino unido. Saul unificou um povo e fundou um reino. Poucos homens já fizeram isso. Ele, do nada, fez surgir um exército. Venceu batalhas pelo poder de Deus. Venceu o inimigo muitas vezes, como poucos jamais fizeram. Lembre-se disso e lembre-se também de que esse homem foi batizado no Espírito. Mais ainda, foi um profeta. O Espírito vinha sobre ele com poder e autoridade. Ele fez coisas e proferiu palavras sem precedentes, e tudo isso pelo poder do Espírito Santo que nele habitava.
Ele foi tudo quanto os homens hoje almejam ser... cheio do poder do Espírito Santo... capaz de realizar o impossível... para Deus. Um líder escolhido por Deus e com o poder de Deus. Saul recebeu a autoridade que só em Deus tem sua origem. Ele foi ungido de Deus, e Deus o tratou como tal. Era, porém, também corroído de inveja, capaz de assassinar e estava disposto a viver nas trevas espirituais.
Haverá moral nessas contradições? Sim, e ela destruirá muitos conceitos que o leitor tenha acerca de poder, a respeito de grandes homens sob a unção de Deus e acerca do próprio Deus.
Muitos oram pelo poder de Deus. Cada vez mais, ano após ano. Essas orações parecem poderosas, sinceras, piedosas, desinteressadas, sem motivos ocultos. Entretanto, por trás de tais orações e de tanto fervor frequentemente ocultam-se a ambição, o anseio de fama, o desejo de ser considerado um gigante espiritual. Quem faz orações assim pode nem mesmo ter consciência do fato; contudo, motivos e desejos obscuros estão no seu coração e... no coração do leitor também.
(...)
Grande é a diferença entre o revestimento exterior de poder do Espírito e a plenitude interior da vida no Espírito. No primeiro caso, a despeito do poder, o homem oculto do coração pode permanecer sem transformar-se. No segundo caso, porém, o monstro é derrotado.
O modo de Deus agir é interessante. Ele ouve todas as súplicas que, geração após geração, os jovens fazem por poder, e ele as atende! Muitas vezes Deus atende a orações por poder, por autoridade. Por vezes, ao responder a elas, ele diz sim a alguns vasos muito indignos.
Dará Deus poder a homens indignos? O seu poder? Mesmo quando não passam, no seu interior, de um amontoado de ossos de cadáveres? Por que Deus age assim? A resposta é simples e ao mesmo tempo chocante. Às vezes ele concede a vasos indignos quantidade maior de poder de maneira que se torne claramente visível a todos o verdadeiro estado da nudez interior dessas pessoas.
Assim, pense outra vez quando ouvir o mercador do poder. Lembre-se: às vezes Deus concede poder a certos homens por motivos ocultos. Um indivíduo pode viver no mais torpe dos pecados e o seu dom exterior estar ainda em perfeita atividade. Uma vez concedidos por Deus, os dons não podem mais ser retirados. Mesmo na presença do pecado. Mais ainda: alguns que vivem exatamente de tal maneira são os ungidos do Senhor... aos olhos do Senhor. Saul foi prova viva desse fato.
Os dons não podem ser revogados. Apavorante, não é?
Se você ainda for jovem e nunca teve a oportunidade de ver coisas desse gênero, fique certo de que, nos próximos quarenta anos, as verá. Homens altamente dotados e muito poderosos... eminentes líderes no Reino de Deus, alguns praticam atos muito feios.
De que necessita este mundo: de homens bem dotados, exteriormente cheios de poder? Ou de homens quebrantados, mas interiormente transformados?
Lembre-se de que alguns dos homens aos quais o verdadeiro poder de Deus foi concedido formaram exércitos, venceram o inimigo produziram poderosas obras de Deus, pregaram e profetizaram com poder e eloquência sem igual...
E arremessaram lanças,
E odiaram outros homens,
E atacaram outros homens,
E fizeram planos para matar,
E profetizaram nus,
E até consultaram feiticeiras.

Fica aqui a sugestão de leitura!
#leiamais #aproveiteseutempo #vivendonoEspírito

Dica by Raquel Helen

Inspiração

Romanos 1